Blog de Jornalismo Especializado, Universidade Lusófona Porto

19
Abr 10

Esteve adormecido durante 200 anos e acordou pela terceira vez no dia 21 de Março. No dia 14 de Abril foi registada outra erupção que lançou uma nuvem negra para os céus. No dia 19 de Abril, novos tremores foram sentidos, mas o fumo baixou cerca de 2km da medida inicial, 10 quilómetros.

Nuvem engole Europa

A nuvem lançada pela erupção do vulcão é formada por pó, gás, vapor de água, silicone e enxofre. A cinza vulcânica que está presente no ar pode afectar a vida animal, mas não a vida humana.

Outro problema que a erupção está a causar no mundo é a falta de meios aéreos. As cinzas que se estão a soltar podem entrar nos motores e nas turbinas o que pode causar estragos.

O derretimento do gelo causou inundações para cerca de 800 pessoas, "Temos duas fortes inundações surgindo por causa do derretimento da geleira Eyjafjallajökull", disse na quarta-feira Roegnvaldur Olafsson, representante da polícia islandesa.

Segundo o jornal brasileiro Estadão.com.br, o especialista em meio ambiente da BBC Richard Black afirma que a erupção ocorreu debaixo do glaciar. A força combinada do fogo e do gelo libertou a nuvem de fumo que subiu mais de 10 quilómetros. Black também afirma que a quantidade total de volume de material liberado é comparativamente pequena. Especialistas acreditam que a poeira vai-se dissipar naturalmente na atmosfera, caindo gradualmente na superfície terrestre.

Veja mais fotos em: blog "Olhar sobre o mundo"

 

Caracterização do vulcão

 

Este vulcão é um dos maiores en Islândia. Está classificado como Estratovulcão, por ser formado por várias camadas. Tem 1660 metros acima do nível do mar, a partir dos 900metros é coberto por gelo.

 

 

Infografia vulcão

Secção transversal através de um Estratovulcão 

 

(escala vertical é exagerada):

1. Câmara magmática
2. Rocha
3. Chaminé
4. Base
5. Depósito de lava
6. Fissura
7. Camadas de cinzas emitidas pelo vulcão
8. Cone
9. Camadas de lava emitidas pelo vulcão
10. Garganta
11. Cone parasita
12. Fluxo de lava
13. Ventilação
14. Cratera
15. Nuvem de cinza

 

Sob a crosta terrestre, a uma profundidade de 30 e 90km, existem “lagos” de rochas fundidas pela elevada temperatura existente (até 1500 ºC). Essas rochas chamam-se e magma. O magma é circundado por rochas sólidas, e debaixo deste “buraco” há movimentos internos que fazem nascer algumas fendas. Algumas delas ficam pelo interior da bolsa magmática e a pressão diminui; outras fendas abrem caminho até à superfície e daí nasce o vulcão.

A ilha da Islândia situa-se no Oceano Atlântico do Norte. Constitui-se como uma área de muita actividade geológica, onde a temperatura climática variada de acordo em torno da ilha. Esta pequena ilha conta com quatro vulcões: Hekla, Eldjá, Eldfell e Laki que deu origem a uma nova ilha. A erupção vulcânica de Laki, em 1783-84, causou a morte de um quarto da população e o aparecimento de nuvens e fumo na Europa, Ásia e África durante vários meses após a erupção.

O vulcão subterrâneo sob da geleira Eyjafjälla situado na região Egyjafallajokull na Islândia, correspondia a um vulcão extinto. Estes géneros de vulcões tornam-se num dos mais perigosos pois, a cratera (por onde sai a lava) estava envolvida por uma camada de gelo (por medidas). Quando isto acontece, a pressão dos gases consegue vencer a lava solidificada faz com que o vulcão entre em erupção.

 

Veja mais em Vídeos:

 

 

Investigado por: Luana Barbosa e Tânia Aguiar

 

publicado por taniaaguiar às 19:19

Abril 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
15
16
17

18
20
21
22
23
24

28
29
30


pesquisar
 
blogs SAPO