Blog de Jornalismo Especializado, Universidade Lusófona Porto

10
Mar 10

    O jornalismo especializado distingue-se do generalista por se voltar para as especificidades de um determinado público e não para os interesses de uma comunidade em geral. O jornalismo especializado requer um maior aprofundamento dos assuntos publicando mais informações do que notícias, ou seja, trata mais de assuntos que podem ou não ser determinados pela factor actualidade. Pode acontecer, por exemplo, o mesmo orgão de comunicação criar publicação generalistas e especializadas cobrindo dessa forma vários públicos.


Para perceber a diferença e também as semelhanças entre estes dois tipos de jornalismo analisei duas revistas. A revista “Visão” e a “Visão Estilo + Design”. A primeira define-se, segundo o seu estatuto editorial como uma revista “semanal de informação geral que pretende dar através do texto e da imagem, uma ampla cobertura dos mais importantes e significativos acontecimentos nacionais e internacionais em todos os domínios de interesse” e a segunda é uma revista especializada nas tendências da moda, nos seus protagonistas e nos estilos de vida contemporânea. 


Verificam-se algumas semelhanças entre as publicações. Em relação à capa, ambas fazem destaque dos temas que consideram mais importantes, ambas têm imagem e o nome da revista bem visível. Quanto à estrutura da revista também são parecidos, na medida em que, tanto uma como outra dividem a revista por temas ou partes e assim distribuem as várias peças. A “Visão” está dividido por secções (Radar, Portugal, Economia, Mundo, Sociedade, Cultura e Opinião). A “Visão Estilo + Design” apesar de também divida por secções estas diferem da anterior, está divida em duas partes a primeira é Cinco subdividida em Olhar, Ouvir, Tocar, Cheirar, Saborear, a segunda segunda parte é E+D (estido e design) um espaço para temas mais aprofundados e os seus protagonistas.


Tanto a “Visão” como a “Visão Estilo + Design” recorrem a reportagens artigos de opinião e noticias para passar a informação, mas diferem na construção das mesmas. O tipo de escrita utilizado na “Visão” é conciso, simples e claro, o vocabulário não é técnico. No caso da segunda revista verifica-se uma maior liberdade criativa, como podemos ler, por exemplo na edição Outono/Inverno 2008, “A tradição é a última a sorrir” ou “Esta entrevista é quase normal, quase, porque a entrevista ameaçou tornar-se entrevistadora...”. Para além do texto, e mais que a “Visão”, a “Visão Estilo + Design vive sobretudo da imagem e do grafismo reduzindo muitas vezes o texto a pequenas caixas que complementam as imagens. Na primeira são as imagens que complementam o texto. 


Outra diferente presente nas duas revistas é o tipo de publicidade. Esta está de acordo com o público alvo de cada uma. Na “Visão”, visto ser uma publicação generalista, podemos encontrar publicidade mais diversificada, desde carros a relógios, agencias de viagens ou marcas de roupa. Já na “Visão Estilo + Design”, revista especializada em assuntos de moda e design dirigida às mulheres, podemos encontrar publicidade de produtos de cosmética, de lojas de roupa e de artigos de imobiliário para a casa.


Podemos então concluir que as maiores diferenças entre as duas publicações ocorrem ao nível dos conteúdos. As semelhanças ocorrem mais a nível da estrutura, apesar de uma revista ser generalista e a outra ser especializada, ambas são revistas e precisam de organização, de um guião que dê sentido e ordem à publicação.

publicado por sararncardoso às 01:16

Março 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
12
13

14
15
16
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


pesquisar
 
blogs SAPO