Blog de Jornalismo Especializado, Universidade Lusófona Porto

01
Mai 11

 

Paula Martinho da Silva, marcou presença na Universidade Lusófona do Porto, no passado dia 29 de Abril. É jornalista da RTP, especializada no sector da moda, decidiu explorar a vertente económica da moda e é uma presença assídua nos principais eventos internacionais há vários anos.

Para Paula Martinho da Silva, “há muito que o calçado nacional se tornou numa referência internacional”, sendo algumas as histórias que estão ligadas aos designers e estilistas portugueses. Exemplifica que Luis Onofre calçou Letizia Ortiz, Carlos Santos (reside na América) já calçou o Presidente dos EUA Barack Obama e sapatos do presidente francês Nicolai Sarkozy são da autoria de Filipe Oliveira Baptista (director em França da marca Lacoste). As exportações de calçado exclusivamente português, cresceram na última década. Neste período o calçado português voltou a destacar-se na economia portuguesa e a ganhar terreno aos seus concorrentes europeus mais directos, Itália e Espanha.

 

Portugal beneficia estratégicamente quanto à localização geográfica com Espanha, estabelecendo no território nacional (principalmente no Norte) várias indústrias que dedicam a sua actividade ao mundo têxtil. A têxtil resistiu a tempos difíceis e conseguiu impor-se, fazendo valer a sua tradição de trabalhar com qualidade. Agora enfrenta um novo desafio, chamado exportação, onde algumas indústrias dedicam-se exclusivamente à concepção e fabrico para o universo Inditex.

 

A jornalista aproveitou para exibir a reportagem,mostrando a globalização da moda, onde é seguida uma blusa desenhada na Corunha, produzida em Braga e vestida em Roma “Tenho uma Blusa Igual à Tua”, realizada pela própria, sendo transmitida no programa da RTP1 Linha da Frente.

Paula Silva conseguiu um exclusivo do maior grupo de distribuição de moda do mundo, a marca Inditex, conhecida por não dar entrevistas, nem publicidade, abriu uma excepção ao canal público português e “abriu portas” aos bastidores deste negócio gigante.

 

O gupo Inditex, maior centro de distribuição de moda do mundo tem sede em Arteixo a 15 quilómetros da Galiza. O complexo tem perto de um milhão de metros quadrados, onze fábricas, um centro de logística, um centro comercial piloto e atelier com trezentos estilistas.

A empresa é detentora de marcas como Zara, Pull & Bear, Massimo Dutti, Bershka, Stradivarius ou Oysho, sendo que a grande parte da produção é feita a Norte de Portugal.

 

 

 

 

Com o conceito ‘’fast fashion’’ o grupo aposta num comércio extremamente competitivo, de um lado a aposta nas marcas, do outro a aposta na produção.Não produzem em massa, se a peça vender continua a ser fabricada mas com algumas modificações, caso não venda deixa de ser produzida. Curiosamente, este império foi criado por Amâncio Ortega, que começou como moço de recados numa camisaria, hoje é o homem mais rico de Espanha, que nunca deu uma entrevista.

 

A jornalista Paula Martinho da Silva, conseguiu mostrar que são os sectores tradicionais que continuam a assumir-se como pilar estratégico da economia portuguesa, onde o reconhecimento da marca é a principal referência, num mundo cada vez mais globalizado.

 

publicado por anabelapestana às 23:25
tags:

Maio 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
13
14

15
18
19
20
21

25
28

29
30
31


pesquisar
 
blogs SAPO