Blog de Jornalismo Especializado, Universidade Lusófona Porto

10
Mar 10

 

 
Nos vários tipos de jornalismo o que mais me fascina desde sempre é o jornalismo desportivo, talvez se deva ao facto de a escrita jornalística usada nesta vertente ser mais criativa.
É verdade que em Portugal quando se fala em jornalismo desportivo este é automaticamente associado ao futebol, porque como diz o jornalista Hugo Gilberto é um desporto que “mexe com as emoções das pessoas” e que estas mais gostam de ver, ler, ouvir. Se abordamos uma pessoa sobre futebol são poucas aquelas que não tratam o assunto como se fosse a própria vida. Talvez possa com isto dizer que vivemos num país onde as pessoas “vivem do futebol”. É por isso que nos jornais desportivos e até mesmo nos generalistas que tratam o tema do desporto as notícias são maioritariamente dedicadas a esse tema.
Nos jornais especializados em desporto os temas são muito mais aprofundados, dão importância a pequenos pormenores, não se deixando ficar pelo essencial. Fazem uma história imensa com um pequeno aspecto como um simples olhar e fazem-no de forma criativa, contextualizada, dando muitas vezes a entender que é a sua opinião. Não fazem apenas um resumo daquilo que vêem, até pelo contrário, fazem uma análise bastante detalhada.
Apesar de usarem muita criatividade e expressões que tentam descrever o estado de espírito da equipa ou dos adeptos, o rigor não deixa de estar presente. Segundo o Jornalista Hugo Gilberto só existe rigor porque são os jornalistas a fazerem-no. Esta é uma visão também que há algum tempo atrás desconhecia, pensei que quem fazia relatos eram os chamados relatadores e não os associava ao jornalismo.
Há muitos que contestam o facto de nos jornais, programas de desporto se falar apenas em futebol e não em outras modalidades desportivas, mas isto só acontece porque a maioria do público-alvo é isto que quer ver, ler, ouvir, e hoje não se pode mostrar aquilo que se quer mas sim aquilo que as audiências querem porque cada vez mais é o público que escolhe o que quer ver, quando quer e como quer, pois são muitos os meios de comunicação que estão ao dispor da sociedade.
A visão que eu tinha deste tipo de jornalismo até então não era muito diferente da que o Jornalista desportivo da rtp referiu, apenas fiquei a pensar no facto de um jogo de futebol ser informação ou entretenimento. Até ao momento não tinha dúvidas de que tal acontecimento era informativo porque associava muito o jornalismo desportivo apenas à informação. Mas agora fervilham as dúvidas a este respeito.
Se me pedissem para descrever o jornalismo desportivo, usava apenas três expressões. Criativo, interessante, um misto de emoções.
 
Joana Teixeira

 


 
publicado por joanamorais às 18:20
editado por jornalismoespecializado em 15/03/2010 às 11:29

Março 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
12
13

14
15
16
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


pesquisar
 
blogs SAPO