Blog de Jornalismo Especializado, Universidade Lusófona Porto

17
Mai 11

State of Play”, um filme realizado por Kevin McDonald conta com a participação de: Russell Crowe, Ben Affleck, Harry Lennix e Rachel McAdams.O filme retrata não só conspirações político-militares mostrando também vários aspectos da actividade jornalística, dando a conhecer uma investigação jornalística aprofundada.

 

 

Argumentação

 

Tudo começa com duas mortes, que aparentemente nada tem em comum, mas que para o jornalista Cal McAffrey, estas estão relacionadas. Um verdadeiro caso para a polícia, um verdadeiro desafio para o jornalista que quer contar a sua história.

  Cal McAffrey, vai ate ao lugar onde ocorreu o crime, para averiguar o acontecimento, encontrando-se também presente o detective Donald Bell responsável pelo caso, acabando por fornecer algum conteúdo ao jornalista sobre o ocorrido, nesta plano podemos perceber a cumplicidade entre as duas partes.  

A historia ganha os primeiros contronos quando é comunicado ao congressista republicano Stephen Collin scujos a morte da sua colega e amante, Sónia Baker .Chocado pela noticia o congressista chora pela morte da amante diante da imprensa,levantando  a especulação de um possivel romance  entre Sónia e Collins. Sendo publicado pela imprensa que Sónia suicidou-se porque estava a ser pressionada por parte do companheiro.     

Inconformado Collins procura McAffrey, que chega a conclusão que este esta a ser alvo de uma conspiração, pela  empresa para a qual trabalha.

Para conseguir mudar, o rumo da história e repor a verdade, o jornalista corre em busca dos factos, levando adiante uma investigação, contando com uma ambiciosa jornalista Della Frye, juntos conseguem ultrapassar as dificuldades impostas pela busca dos factos verídicos, mas são os dois jornalistas que desmitificam os crimes.

 

 

  

Um filme que nos leva a pensar na importância do jornalismo de investigação e na ética profissional que este requer.

 

  

Pondo de lado a presunção da importância do repórter, o filme põe-nos na pista da notícia, onde dois tiros certeiros começam por narrar uma história. Uma história que toma outras proporções e permite outras descobertas. Um jogo de corrupção. Sangue. Intrigas. E a verdade escrita por um repórter

 Este é um filme que muito se assemelha ao caso de Watergate, onde os casos de corrupção política, tornam se numa história a ser desvendada. O filme da grande destaque ao jornalismo de investigação. O jornalismo de investigação tem por obrigação contar uma história verdadeira, que incide sobre um acontecimento, para tal o jornalista parte para o trabalho de campo, correndo atrás de factos, cruzando-os, montando-os para então conseguir construir a sua história e faze-la chegar ao leitor que tem necessidade de saber sempre mais.

O jornalista de investigação, não é somente um contador de histórias, assume também o papel de agente de informação. Uma vez que para a construção da narrativa que assente nos factos verídicos e concretos, o jornalista tem que elaborar uma investigação e possuir uma base de dados. As fontes e os conhecimentos são fundamentais para o profissional.

Este filme é um bom exemplo da prática do jornalismo de investigação, hoje não muito explorado, por diversos motivos

 No "State of play" encontram-se alguns dos motivos pelo qual este genero jornalistico é muitas vezes deixado de lado: o decréscimo elevado na circulação das publicações tradicionais, que leva a uma crise do sector editorial,  e a evolução que se faz sentir no web jornalismo. É um jornalismo de excelência ainda muito pouco praticado em Portugal porque requer um elevado investimento financeiro e muito tempo. Algo que os Órgãos de Comunicação Social portugueses ainda não estão preparados para oferecer.

 

Por: Marta Soares

publicado por martasoares às 11:50

Maio 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
13
14

15
18
19
20
21

25
28

29
30
31


pesquisar
 
blogs SAPO