Blog de Jornalismo Especializado, Universidade Lusófona Porto

09
Jun 11
Das várias especializações que um jornalista pode seguir, jornalismo económico é das que menos seguidores têm. Considerada uma área "restrita", os jornalistas (tal como as restantes pessoas) tem tendência a evitar ao máximo o "monstro da economia". No entanto, há quem considere a Economia uma área excitante de explorar e relatar, uma dessas pessoas é a Dr. Elvira Calvo da Universidade Complutense de Madrid. </strong>Convidada para fechar este semestre de Jornalismo Especializado, a professora madrilena dedicou a aula ao jornalismo económico na comunicação social espanhola.</p> Foi nos anos 80 que apareceu um corpo formado em informação económica. Surgiram suplementos semanais dentro dos periódicos, destacados pela cor do papel: salmão. A televisão também começou a transmitir informação económica com o uso de uma linguagem mais acessível para os espectadores que se começavam a interessar pelas subidas e descidas da bolsa. No ano de 1994 a primeira rádio inteiramente dedicada à economia começou a transmitir 24 horas por dia. O que a maioria considerou loucura ("quem iria ouvir informações económicas sem parar?"), acabou por se tornar um sucesso. O público interessou-se pelo carácter educativo da rádio, que tirava dúvidas a quem para lá ligasse. Consequentemente, o sucesso da rádio levou ao lançamento de um canal televisivo com o mesmo conceito. Na imprensa o número de jornais económicos aumentou mas só um jornal gozou de sucesso total. O jornal "Expansion" tornou-se o primeiro jornal económico de maior tiradas, com mais de 100 mil exemplares vendidos por dia. É um jornal económico mais leigo, com uma linguagem acessível para todo o público. Com o passar de vários donos, o jornal foi sofrendo mudanças profundas. Outro jornal que gozou de algum sucesso foi o "Gazetta de los Negocios", que foi mais tarde convertido para jornal generalista e agora só se dá pelo nome de "La Gazetta". Dentro dos periódicos gratuitos, surgiu á seis anos atrás o jornal "Negócios" que apesar da sua natureza, consegue explicar bem e não ser muito superficial (ao contrário de outros jornais gratutitos cujas notícias são pequenos resumos dos acontecimentosUm evento importante para o jornalismo económico, não só em Espanha mas também em Portugal, foi o lançamento do canal televisivo "Bloomberg" (1997). A agência noticiosa inteiramente dedicada à economia apresentou uma programação em que a informação era transmitida em inglês mas os restantes programas na língua nativa do país onde estivesse a ser emitido. No ano de 2007, com a influência da crise económica, a agência teve que encerrar as suas sedes e só a de Londres continua a emitir. Tendo entrado no mundo da economia devido à sua ignorância total, Dr. Elvira Calvo descobriu no jornalismo económico uma beleza que poucos descobrem. É uma área que a desafia e ao mesmo tempo a "puxa" até ao limite, sensação que ela adora experienciar. A professora finalizou a aula, incentivando os alunos finalistas a explorarem terrenos desconhecidos e a nunca ficarem satisfeitos com o que sabem, mas sim procurar sempre saber mais.
publicado por nastacha às 13:17

Junho 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


pesquisar
 
blogs SAPO