Blog de Jornalismo Especializado, Universidade Lusófona Porto

13
Abr 12

 

      A constante busca pela verdade e todo o trabalho jornalístico detalhado e delicado, fazem de “State of Play”, um importante filme de investigação jornalística.

      O assassinato de Sonia Baker, assistente e amante do congressista Stephen Collins (Ben Affleck), desencadeia uma história sensível e uma grande investigação.

      Cal McAffrey (Russel Crowe) e Della, jornalistas do jornal Washington Globe, são os jornalistas destacados pela directora do jornal, Cameron, para investigar este caso e para desvendarem a identidade do assassino.

      Pela experiência e pelo fato de Collins ser um amigo de longa data, McAffrey, assume o papel de maior destaque neste caso e é ele que efectua o trabalho mais perigoso da investigação, conseguindo desvendar um esquema de ocultação na área da defesa, que ameaça toda a estrutura de poder dos Estados Unidos da América, onde está inserido o seu amigo Stephen Collins. Após este facto, McAffrey, não teve dúvidas que tudo se tratava de uma conspiração política e de um esquema oportunista por parte do Governo de Collins. O assassínio de pessoas ligadas ao Estado era um dos objetivos desta “rede” e Sonia Baker foi uma das pessoas a caírem nesta “armadilha”.

      Neste filme a objetividade e a constante procura pela veracidade dos fatos são duas caraterísticas jornalísticas bastante evidentes, que fizeram com que a Sociedade tivesse conhecimento de toda a manobra manipuladora dos grandes membros do governo americano.

Apesar dos laços de amizade que uniam o congressista e o jornalista, estes mesmos laços, não impediram, que a verdade viesse ao de cima, em que McAffrey esteve sempre do lado das questões éticas, fazendo com que tivesse a noção que havia uma barreira entre o profissionalismo e a amizade.

      Outro aspeto bastante importante de análise é o contributo dado pelas fontes e a forma como o jornalista se relaciona com as mesmas. De salientar, ainda, a relação menos simpática entre os jornalistas e a polícia. Em diversas partes do filme é notória, a contradição das investigações elaboradas pelo jornal, por parte das entidades de segurança, que se queixam do fato dos jornalistas não partilharem a informação do caso. Pode-se assim dizer que o segredo jornalístico não agrada a todos!

      State of Play é um filme rico em detalhes, onde a profissão de jornalista é muito bem retratada e onde é evidenciado o jogo de interesses que há no poder e a “maquilhagem” que o Governo faz em relação à realidade.

 

Gonçalo Silva

 

publicado por goncalosilva às 23:24

Abril 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
14

15
16
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


pesquisar
 
blogs SAPO