Blog de Jornalismo Especializado, Universidade Lusófona Porto

10
Mai 12

Nos últimos anos, as áreas da música e cinema têm recebido um maior número de eventos alternativos.  Resultado da vontade em contrariar o produto mais mainstream, ou o simples reflexo da paixão nutrida por estes mundos artísticos,   a verdade é que várias entidades têm contribuído para que Portugal seja visto como um país culturalmente relevante.

 

 

 

Videoteca Bodyspace, com vídeos de bandas.

 

 

A webzine (versão virtual das Fanzines, revistas criadas por fãs) Bodyspace ,a par do mais recente ponto alternativo, constitui-se como o site a ser lido por todos aqueles que apreciam música de cariz independente. No último ano, o Bodyspace tem sido responsável por uma prolífera dinamização musical na cidade do Porto.

 

  André Gomes, editor do blog, considera que actualmente uma webzine deve “passar da palavra à acção” e foi por isso mesmo que o Bodyspace decidiu, em 2011, colocar-se no papel de programador.

Um dos frutos dessa decisão intitula-se Bodyspace Au Lait. A um domingo de cada mês, (com a excepção de Agosto) pode-se passar um bom serão musical ao som de um artista conhecido, ou maravilhar-se com a actuação de uma banda em ascensão.

.

A escolha pelo espaço da rua Galeria de Paris, nos Clérigos, teve a sua razão de ser. Segundo André Gomes, o Café Au Lait assume-se como “ um espaço onde quase diariamente se pode descobrir alguma da melhor música actual”

Graças a esta iniciativa, de entrada livre, o Porto já recebeu nomes consagrados como JP Simões (que em tempos liderou os Belle Chase Hotel), novos valores como os Sensible Soccers, ou a estreia em Portugal de Phaedra, projecto da artista norueguesa Ingvild Langgard.

Mas a referida Webzine não se fica por aqui. Em jeito de comemoração dos 10 anos de existência que o Bodyspace celebra em 2012, teve lugar nos dias 20 e 21 de Abril o evento “Abril Passos Mil”. Durante um fim-de-semana, o portuense Passos Manuel recebeu seis bandas que André Gomes classifica como ” essenciais no mapa musical português”. Dois grupos que marcaram presença nesta comemoração primaveril, os Memória de Peixe e o projecto RA, fazem parte da editora Lovers And Lollypops, famosa pelo trabalho activo no apoio a bandas nacionais de diferentes géneros musicais.

 

 

 Gallery Hostel


http://www.gallery-hostel.com/admin/files/data/images/1308067199_in.jpg

 

 Esta imagem pode ser encontrada em http://www.gallery-hostel.com/admin/files/data/images/1308067199_in.jpg

 

 

Há um novo espaço a descobrir no Porto. Chama-se Gallery Hostel e localiza-se na sempre muito artística rua Miguel Bombarda.

 

O edifício, com galeria, biblioteca e quartos baptizados com o nome de proeminentes figuras portuenses (Sophia de Mello Breyner, Almeida Garrett, entre muitos outros) possui uma programação musical a cargo da Amplificasom. A promotora, eclética mas conhecida por trazer a Portugal grupos que quebram fronteiras e exploram sons inovadores, organiza neste espaço pequenos concertos, de entrada gratuita. No passado dia 29 de Abril, deu-se a estreia com a presença de Matana Roberts A cantora, que se orienta pelo jazz mais experimental, convenceu 150 pessoas a irem vê-la. No dia 13 de Maio, a Amplificasom volta ao Gallery Hostel, desta vez com Thisquietarmy. A exemplo da experiência inaugural, o próximo evento contará igualmente com bolos, pizzas e sumos, proporcionando um agradável lanche que serve também para fomentar o convívio entre os presentes.

 

 

 

Lovers And Lollypops

 

 

Ao analisar a evolução de eventos musicalmente alternativos em Portugal, torna-se imprescindível discutir o papel que a referida entidade tem nesse sentido.

 Ainda que a Lovers And lollypops leve a cabo várias iniciativas distintas, como o evento “Isto não é uma festa indie” (Porto/Lisboa), o Milhões de Festa assume-se como o evento mais dinâmico e representativo desta editora/promotora. Após duas edições nas cidades do Porto e Braga, em 2006 e 2007 respectivamente, o festival encontrou nova residência na terra natal da organização, Barcelos.

A renovada zona ribeirinha da cidade minhota tornou-se assim um local de peregrinação para diversos melómanos, que anualmente se dirigem ao parque fluvial de Barcelos para um fim-de-semana de música, convívio e piscina (ver imagem e respectiva legenda)

 

  

 

O recinto do Milhões de Festa encontra-se munido de vários palcos e diferentes zonas onde têm lugar diversas actuações. Em 2011 surgiram dois novos palcos, intitulados Lovers And Lollypops e SWR (este último dedicado ás sonoridades mais pesadas) que vieram complementar os já habituais Palcos Milhões e Vice. No entanto, uma das principais atracções do festival barcelense continua a ser a piscina. A referida zona, predilecta para muitos festivaleiros, permite não só dar um mergulho, como também possibilita o visionamento de concertos.

Ao longo da sua história, o Milhões de Festa já trouxe à localidade minhota de Barcelos nomes como The Fall, Monotonix, Liars, Graveyard, Electrelane, Radio Moscow, entre outros. Hoje, o festival já é considerado mítico, provocando entusiasmo em todos aqueles com o prazer de ouvir propostas musicais refrescantes.

 

 

Cinema

 

Esta imagem pode ser encontrada em  http://avidaeumpalco.com/2012/04/25/indielisboa-apresenta-233-filmes-nas-vrias-seces/

 

As iniciativas de cinema independente continuam a florir e a conquistar publico. Na capital, a nona edição do IndieLisboa, que passou pelo Culturgest, Cinema São Jorge e Cinema Londres, recebeu 34.797 espectadores ao longo dos 11 dias de festival.

 

 

 

No Porto, temos o movimento internacional de curtas-metragens Shortcutz. Com a abertura do Hard Club, a sala 2 do renovado Mercado Ferreira Borges passou a acolher, todas as quartas- feiras e com entrada gratuita, o evento em franco crescimento. Todos os interessados em participar podem enviar as suas curtas, desde que as mesmas tenham sido produzidas em Portugal, com menos de 15 minutos de duração, e que tenham sido finalizadas há menos de um ano. E se duvidas existissem quanto à adesão, podemos dizer que uma imagem vale mais que mil palavras.

 

 

Esta imagem pode ser encontrada em http://pt-pt.facebook.com/shortcutzporto

 

Para finalizar a componente cinematográfica, convém chamar a atenção para o festival de Cinema Italiano, com passagem portuense a ter lugar no Passos Manuel, e para o Cineclube, todas as segundas, na Universidade Lusófona do Porto.

 

 

Jorge Alves

publicado por jorgerock às 15:49

Maio 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
11

15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


pesquisar
 
blogs SAPO