Blog de Jornalismo Especializado, Universidade Lusófona Porto

13
Mai 12

  O Mercado do Bolhão embeleza a cidade do Porto desde o início do século XX.

  É um local capaz de nos fazer transportar através do tempo, preservando o comércio de outrora, o que possibilita às pessoas uma forma de comprar tradicional e típica.


No coração do Mercado estão guardadas memórias, tradições e costumes que enriquecem a invicta.

  Um bom exemplo da identidade portuense que está a ser preservada neste local é a existência da única Manteigaria da cidade do Porto. Abílio Barros, proprietário desta loja, salienta a importância desta iguaria na cidade. “Tenho muito gosto em dar um contributo importante para a manutenção da tradição portuense”

 

A Manteigaria do Bolhão continua a ser um dos símbolos do Mercado portuense

 

 

Quem nele trabalha sente-se como “peixe na água” e já não consegue imaginar a sua vida sem este Mercado. “ O Mercado do Bolhão é a minha segunda casa, habituei-me facilmente a este local” afirma Deolinda Machado, uma das comerciantes de legumes do Mercado.

  O ambiente familiar que se sente em cada canto do Mercado, é facilmente comprovado pela relação que existe entre os comerciantes, que criam amizades para toda a vida. “ Aqui sinto-me muito bem, somos todos uma família” acrescenta Deolinda.

 

 

Deolinda trabalha todos os dias na companhia dos seus legumes

 

 

  A simplicidade de quem lá trabalha e a qualidade dos produtos que estão expostos são dois fatores que deixam os visitantes completamente apaixonados pelo local. Vêm de todas as partes do mundo e levam consigo experiências enriquecedoras e toda uma tradição de uma região.

 

 

O Mercado do Bolhão consegue aproximar ao máximo as pessoas, dos produtos que estão a ser comercializados

 

 Localizado numa zona central do Porto, faz com que seja um ponto de referência na cidade e existe uma facilidade de acessos que aproxima os portuenses e os turistas do comércio tradicional. Esta projeção inerente ao Mercado faz com que também haja um maior conhecimento das debilidades do próprio edifício e da necessidade de o reabilitar.

 

 

Degradação, a “doença” do Mercado do Bolhão

 

As obras do Bolhão saltam facilmente à vista por quem lá passa

 

 

  Por ser um edifício muito antigo, não consegue escapar ao inevitável, a degradação. Este é, provavelmente, o ponto mais negativo deste ícone da cidade do Porto.

  As obras de requalificação do Mercado parecem intermináveis, estando paradas há já alguns anos. A Câmara Municipal do Porto parece não conseguir resolver este problema, fazendo com que haja um impasse e uma incerteza sobre o futuro deste local histórico da cidade. Este facto causa uma enorme tristeza e revolta nos comerciantes e nas pessoas que passam pelo local.

 

”Entristece-me ver o Mercado neste estado sem que haja uma grande preocupação por parte da Câmara” diz Abílio Barros

 

 

Alheado a este fator negativo, o Mercado do Bolhão não perdeu o seu carisma e em 2006 foi homologado como imóvel de interesse público, sendo esta uma classificação que orgulha os comerciantes do Mercado, bem como, todos os portuenses.

  Para quem visita a cidade do Porto continua a ser um local obrigatório de passagem.

 

 

Gonçalo Silva

 

 

publicado por goncalosilva às 21:15

Maio 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
11

15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


pesquisar
 
blogs SAPO