Blog de Jornalismo Especializado, Universidade Lusófona Porto

13
Mai 12

A cozinha nipónica há muito que é conhecida por todo o mundo, mas só recentemente os portuenses entraram na moda do sushi. Enquanto a ideia do peixe cru seja difícil para alguns, são cada vez mais os adeptos desta iguaria japonesa.

 

 

 

A cozinha do país do sol nascente tem inúmeros pratos de todos os tipos, mas é especialmente conhecida pelos pratos de peixe cru muito fresco e arroz. Com origem numa antiga técnica de conservação de peixe em arroz avinagrado, a prática tem cerca de dois séculos no formato que o conhecemos hoje. Antigamente era vendido na rua como “fast-food”. No ocidente estes pratos ficaram conhecidos como sushi, ainda que existam diferenças relativas as diversas peças de sushi. 

 

  

 

Peças de sushi

 

Os pedaços clássicos de sushi podem classificar-se em cinco modelos. As fatias de peixe cru denominam-se sashimi. Por sushi, no seu termo original, designa os pequenos rolos de peixe cru e arroz envoltos em alga. Existe ainda o nigiri, que é o mais popular mundialmente, e são as tiras ovais de sushi. Ou seja, um pedaço de peixe cru sobre uma colher de arroz avinagrado compactado. Os makis são em muito parecidos aos rolos de sushi, com a exceção de conterem mais ingredientes para além do peixe cru e serem maiores um pouco. Por fim, existem ainda os temakis, arroz, peixe cru e outros ingredientes, como pepino ou manga, enrolados na forma de um cone.

 

Hoje existem muitos outros tipos de sushi criados pelos novos chefs em comunhão com a cozinha ocidental e contemporânea, nomeadamente arroz envolto numa tira de peixe cru, sushi de frutas diversas, entre outros.

 

 

 

 

 

Como preparar

Tradicionalmente a preparação dos pedaços de sushi é feita com um tapete de bambu, sobre o qual se coloca uma folha de alga onde se enrola o arroz e os ingredientes. Quando fixado, corta-se o rolo em fatias. No caso do nigiri compacta-se uma colher de arroz com a mão até obter o formato correto e posiciona-se a fatia fina de peixe por cima.

São utilizados diversos tipos de peixe como robalo, peixe manteiga, polvo, pargo, linguado, sendo os mais comuns o salmão e o atum. O único marisco utilizado no sushi é o camarão. Estes pratos são sempre servidos com molho de soja, gengibre e pasta de wasabi, um tempero picante. Tradicionalmente bebe-se sake, uma espécie de aguardente.

 

 

 

 

A cultura nipónica no Porto

A cultura japonesa é conhecida pelos seus costumes e cortesias. Como tal, existem certos cuidados a ter quando comer sushi. É considerada falta de respeito pelo sushiman separar o peixe do arroz para molhar o peixe pois é como desmantelar a iguaria. É igualmente ofensivo molhar todo o pedaço de sushi no molho, o que pode tornar a peça muito salgada ou desconstruí-la.

No Porto são cada vez mais os restaurantes japoneses. Servem todo o tipo de culinária nipónica mas têm como ponto central o sushi. Existem restaurantes para todos os preços. Muitos apostam no sistema de “buffet” em que, por um preço, habitualmente entre os 10€ a 15€, o cliente pode comer o que quiser. Alguns restaurantes têm ao lado desta opção um serviço à la carte para quem preferir. Existem ainda os restaurantes que, não sendo inicialmente de comida japonesa, apresentam uma pequena carta de sushi para acompanhar a refeição. É o caso do restaurante Casal na baixa do Porto. Um outro de tipo de estabelecimento a nascer à volta desta culinária é o chamado “sushi bar” como o Luau Cockatil e Sushi bar em Leça da Palmeira.  

 

 

file:///C:/Users/Utilizador/Transfer%C3%AAncias/sushi%20filme.swf

 

Inovações de Sushi

Com esta nova moda na cidade Invicta vários negócios estão a florescer à sua volta. Um dos mais originais será o “Sushi em tua casa” um serviço de entrega de sushi. O cliente encomenda e recebe em casa o sushi. A novidade neste serviço é que o cliente pode, se preferir, receber o sushiman em casa que preparará a encomenda à sua frente.

Uma outra iniciativa são os cursos e workshops de sushi para que qualquer um possa aprender a confecionar a iguaria nipónica. No mês de abril a Cai Coração, empresa de organização de workshops, promoveu um workshop de sushi de um dia no restaurante Suki Sushi Flavors no Bom Sucesso, e o restaurante vegetariano Essência acolheu também um workshop de sushi, mas adaptado à cozinha vegetariana.

 

 

Por fim, para os desejam experimentar esta iguaria mas não sabem como utilizar os pauzinhos Hashi, aqui fica uma rápida lição.

Escreva aqui o texto que pretende esconder - E não se esqueça de remover esta mensagem

 

 

Por: Susana Estácio Marques

 

 

publicado por susanamarques às 22:17

Maio 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
11

15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


pesquisar
 
blogs SAPO