Blog de Jornalismo Especializado, Universidade Lusófona Porto

24
Mai 13

«Hoje, entramos por dentro da casa das pessoas sem pedir» foi o que Álvaro Costa mencionou na aula aberta da passada quarta - feira, dia 22 de Maio, na Universidade Lusófona do Porto.

 

Locutor da Antena 3 e antigo apresentador do programa da RTP “Liga dos Últimos”, Álvaro Costa num ambiente descontraído falou-nos sobre «infotaiment e showbiz no contexto do mundo digital».

 

 Álvaro Costa mencionou os novos media, o principal meio de propagação de notícias, as Redes Sociais. E que hoje em dia são raras as pessoas que não estão ligadas em rede, que não estão ligadas a esta nova forma de «universo social» que possibilita novas formas de interação e construção de laços sociais online. Confessou que já lhe chegaram a dizer «conheço-te do facebook» por aí, já podemos ver a «alteração da estrutura de comunicação, alteração de status».


Mencionou que «comunicar nos dias de hoje é ter a capacidade de correr à velocidade da luz», que esta facilidade e rapidez com que a informação chega até nós, faz com que todos os dias sejamos bombardeados com informação.

Esta é a «geração digital, do Agora, do EU», que «estamos a chegar ao instantâneo, cada um de nós é uma fonte de informação», dando alusão à dinâmica social existente nos dias de hoje.

O jornalista também referiu a importância de alguns valores fundamentais «tem que se ter um pé no rigor, na deontologia e ao mesmo tempo adaptar-se ao atual».


No ponto de vista do jornalista os novos modelos de comunicação «youtube», «Vimeo» estão a tornar-se canais. Que com estes novos meios de comunicação, estes novos modelos «hoje em dia não há audiência, há audiências».

E relativamente aos canais generalistas o apresentador afirmou que «estes vão existir enquanto existir publicidade e eventos centralizados que colocam as pessoas no mesmo local e ao mesmo tempo», e ainda que «certos modelos não vão deixar de existir, vão migrar».

 

O jornalista ainda mencionou que com todas estas mudanças, novos hábitos se instalaram no quotidiano dos espectadores e que nem sempre as pessoas vêm programas «de forma tradicional», pois o tempo dos espectadores atuais é muito curto e «estão a ver tudo ao mesmo tempo». Desta forma temos que ter a capacidade de perceber que «estamos a comunicar num domínio público, aquilo que é hoje a comunicação digital» alertou o locutor.

 

Álvaro Costa afirmou que «estamos a criar um modelo da próxima geração» e que «as oportunidades da nossa geração são fabulosas, estar em contacto com a biblioteca de Alexandria em formato digital, é fabuloso».

Aconselhou os recém – licenciados dizendo que temos que ir à luta, arriscar, pois não temos nada a perder e que «os modelos que presenciam estão a morrer, vão ter que reinventar tudo, vão ser “carne para canhão”».

 

Sara Gomes

publicado por saragomes às 23:03

Maio 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

16
17
18

19
20
21
22
23

26
28
29
30
31


pesquisar
 
blogs SAPO