Blog de Jornalismo Especializado, Universidade Lusófona Porto

02
Mai 11

 

Manuel Molinas, editor-executivo adjunto do Jornal de Notícias versão online, foi o 2º convidado da disciplina Jornalismo Especializado. A sessão marcou-se por uma análise exaustiva do jornalismo digital e a forma como o Jornal de Notícias investiu no formato digital.

 

Em 2008, após quase um ano de planeamento, o JN lançou a versão online do jornal. Este lançamento obteve resultados positivo devido à forma como os jornalistas se integraram nas novas tecnologias; foi uma "evolução tranquila" onde os novos meios foram inseridos sem chocar os jornalistas. A redação do JN, é uma redação integrada em todos os meios, onde "todos os jornalistas trabalham em todas as plataformas".

As reportagens online caraterizam-se por serem reportagens multimédia, onde a inforgrafia possui um caráter interativo. O video não é vital, a não ser que contribua com algo de novo.

Interatividade marca o jornalismo digital, e a página digital do JN não foge à regra! A sua presença nas redes sociais, em especial no Facebook, é um dos maios exemplos da ligação dinâmica e próxima que o jornal tem com os leitores.

No entanto, o mundo online também acarrenta os seus problemas: os comentários nos artigos publicados é sempre algo difícil de controlar e o facto de tudo ser grátis na internet. Mesmo o lançamento do jornal em versão e-paper não descansa Manuel Molinas que afirma que "na web não podemos vender só a informação. É muito arriscado, é que na web é tudo grátis. Só resulta.se tiver produtos premium."

Apesar de tudo, desde que o site mudou do servidor sapo para o google, os tráfegos aumentaram, possuindo agora o recorde de 23 milhôes de views.

publicado por nastacha às 16:43

14
Abr 10

Foi a primeira vez! Mas há sempre uma primeira vez.

Como me encontro em Lisboa, a aula de hoje foi dada via Skype!

Foi possível analisar os trabalhos sobre Jornalismo Digital.

Obrigado meninas e meninos.

:-)

Daniel Catalão

 

 

 

publicado por jornalismoespecializado às 11:37

07
Abr 10

 

O chamado “novo jornalismo” ainda tem que crescer no nosso país. A maioria dos jornalistas ainda não estão preparados para uma nova era, que poderá acontecer mais rápido do que aquilo que nós prevíamos. A era de que o jornal impresso poderá tornar-se obsoleto para as futuras gerações. Este jornalismo é uma nova componente, uma “nova plataforma” para os mediadores da informação.

 

 

 

 

 

 

 

publicado por luanabarbosa às 18:52

Junho 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


pesquisar
 
blogs SAPO